quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Se eu fosse um bem-te-vi...


... eu ficaria na sua janela e levaria pólen para nunca deixar de fazer florir uma pétala, dessas de desfolhar nas suas mãos um bem-me-quer. Mesmo que você nunca saiba que fui quem a plantou, mesmo que todas murchem com o vento, ou que encharquem com as chuvas. Mesmo que todas essas palavras sejam clichês o suficiente para fazerem juntas o sentido único das palavras que falam de amor, porque eu vou falar de amor - é inevitável e universal, tamanho único, sentimento inexorável parao mundo - mesmo pelas metáforas mais batidas, ah, eu vou falar de amor. Mesmo se eu não for um bem-te-vi em outra vida.

3 comentários:

Teka disse...

Amuuu todas as coisas lindas que vc escreve.
beijos Dani

Tchulla disse...

Ana, curtii seu texto, palavras de uma mulher apaixonada!!!

Tchulla disse...

Então Ana, tenho o bloguito em função das aulas de jornalismo especializado a Daniela Palma, ela deu como trabalho a contrução de um blog, agradeço o seu comentário, pois, desde que meu blog foi criado nunca recebi 1 único cometário que seja.
Hoje te admiro mais por isso!!!